Leonor Coelho homenageia Saramago e a sua dramaturgia

Na passada terça-feira, dia 6 de setembro, o Centro Cultural e Galeria Anjos Teixeira, sediado no Funchal, na ilha da Madeira, acolheu a professora universitária Leonor Coelho, no âmbito da mais recente sessão do ciclo de conversas “De Saramago, o meu livro”. Importa recordar que esta sessão pública sobre a dramaturgia de José Saramago integra […]

Galeria Anjos Teixeira homenageia Saramago com exibição do documentário “José e Pilar”

No âmbito das comemorações do centenário do nascimento de José Saramago, o Centro Cultural e Galeria Anjos Teixeira, no Funchal, exibiu na passada quinta-feira, dia 25 de agosto, pelas 19h00, o documentário “José e Pilar” (2010). Importa recordar que esta sessão integra o conjunto de iniciativas intituladas “Palavra Resistente. Com Saramago”. De acordo com nota […]

Luísa Paixão convidada a analisar a sua obra de eleição de José Saramago

Na passada terça-feira, dia 2 de agosto, o Centro Cultural e Galeria Anjos Teixeira, sediado no Funchal, na ilha da Madeira, contou com a presença da professora Luísa Paixão, no âmbito do ciclo de conversas sobre as obras literárias de José Saramago. Importa recordar que esta iniciativa, intitulada “Palavra Resistente. Com Saramago”, traduz-se numa sequência […]

“Tão estúpido e ignorante – e, ainda assim, amado por alguém”: ou de como sentimo-nos diante da genialidade joyceana!

É mui aplaudível que algum cineasta ouse adaptar o mais famoso livro de James Joyce, o que foi feito esplendidamente pelo norte-americano Joseph Strick [1923-2010], num filme que recebeu a capciosa tradução de “A Alucinação de Ulisses” (1967). Por causa da audácia demonstrada pelo realizador, junto ao co-roteirista Fred Haines [1936-2008], este filme mereceu a indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado. Não foi laureado, infelizmente, e causa estranhamento que este petardo fílmico não seja melhor conhecido. Falemos um pouco sobre ele, daqui por diante…

América latina vive…

Vozes da latino América Voz de longo tremular Tua alma fez-se quimérica Teus cantos souberam marcar Presenças que não se escusaram E prementes se fizeram ouvir Hinos que juntas entoaram Para que as soubéssemos discernir Canta Tamayo uma Bolívia estridente Márquez uma Colômbia impossível Borges uma Argentina entredentes  Neruda um Chile irreprimível Galeano um Uruguai […]

“Pode-se conhecer as pessoas de diversas maneiras, além do sexo” (qual o seu filme favorito de 2021?)

No mesmo ano em que realizou “Drive My Car” (2021), Ryûsuke Hamaguchi recebeu o Grande Prêmio do Júri no Festival de Cinema de Berlim por seu longa-metragem anterior, “Roda do Destino” (2021), subdivido em três episódios independentes, em que as coincidências relacionais também determinam o tom emocional. Para o diretor, as conseqüências dos encontros sexuais são bastante relevantes, de modo que, apesar de seus enredos se destacarem pela ternura, há também manifestações traumáticas em seu escopo.

Sobre um quê de brasilidade: “eu não entendo como um cristão percorre léguas e léguas com o bico fechado”…

Quando pensamos nas artes brasileiras, o orgulho nacional reinstala-se: a música produzida neste país é mundialmente conhecida e sua literatura e cinema também possui inúmeros representantes egrégios. Falaremos sobre as duas últimas categorias, a partir da análise de uma eficiente adaptação cinematográfica para um conhecido romance local, “Inocência”, publicado em 1872 pelo Visconde de Taunay [1843-1899].

Os Miseráveis

Desde que comecei a minha vida de escritor, e a prestar atenção ao que se passa no mundo dos livros, tenho visto muitas coisas; e não sei dizer, assim de repente, se são justas se não… Mas assim de repente – também -, a quem, como eu, dá tanto de si à escrita, parecem muito […]

Gente sem espinha

Não sei se sou eu, mas… Enquanto escritor, autor, pessoa que cria, artista das letras, vivo o acto de criar, saboreio a criação, distingo o criado, dou importância – no meu caso – ao  livro, história, texto; o que se achar melhor chamar… Não entendo – não consigo mesmo – aquelas pessoas que desvalorizam o […]

O Sapateiro e o Rabecão

Não sou pessoa de reler livros, nomeadamente romances – independentemente do género; ainda assim, há alguns a que volto, de vez em quando, porque têm uma certa plasticidade e – aparentam, pelo menos, fazê-lo – falam a uma parte de mim diferente de cada vez que os leio. Com os livros técnicos – chamemos-lhe, assim […]

Colóquio Internacional Literatura e Imprensa

O Colóquio Internacional: Literatura e imprensa: do século XIX à atualidade, organizado pela Universidade Estadual de Campinas e pela Université Laval acontecerá nos dias 4 e 5 de novembro de 2020, em modalidade online. Os investigadores interessados em apresentar trabalhos têm até 30 de agosto para enviar resumos. Serão aceitos trabalhos em português, em francês e em […]

Modéstias ou Moléstias

Mantendo-me nos assuntos da escrita… A semana passada acabei mais um romance. Está um pouco longo, e vai necessitar de algum trabalho de revisão quanto a isso, mas é sempre revigorante chegar ao fim da jornada. Sim. Todo o escritor termina uma jornada quando conclui o trabalho a que se propôs; seja um conto, uma […]